pgadi
MENU
Imagem da área

Arquitetura de Interiores

SOBRE

CAMPUS: Ribeirão Preto

APRESENTAÇÃO DO CURSO: A formação em nível de bacharelado nas carreiras de projeto do espaço edificado — Arquitetura e Urbanismo, Design de Interiores, Engenharia Civil — têm como objetivo formar um profissional generalista que, embora domine os processos e ferramentas básicas do projeto e da construção, não tem a oportunidade de se aprofundar em temas que o permitam enfrentar, com segurança, a complexidade própria do segmento de Arquitetura de Interiores. É necessário, portanto, oferecer uma formação especializada neste segmento.

Ultrapassando limites de atuação a espaços existentes ou pré-configurados, o curso de pós-graduação em ARQUITETURA DE INTERIORES ultrapassa o escopo habitualmente associado aos cursos de Design de Interiores: a criação de espaços ricos do ponto de vista funcional, estético-formal e expressivo. Explora com mais amplitude e aprofundamento, a intervenção em outros subsistemas da edificação.  Abordando diferentes segmentos como os espaços expositivos, residenciais, corporativos de varejo e serviços, associa ferramentas de projeto e simulação nas áreas de iluminação e eficiência energética com boas práticas de gestão segundo a abordagem Lean Thinking.

OBJETIVO: Capacitar o profissional de projeto para atuar com elevado grau de competência técnica e expressão artística. Desenvolver habilidades especializadas para que este atue, também, como gestor tanto do processo quanto do negócio de projeto e execução no âmbito dos espaços interiores considerando:
•       As fronteiras de pesquisa e inovação segundo a perspectiva do Design Thinking e da Psicologia Ambiental.
•       As interfaces entre a Arquitetura de Interiores e outras áreas do saber, notadamente comunicação mercadológica.
•       Linguagens e técnicas de concepção e execução de espaços interiores ênfase nas ambiências lumínicas, acústica e em materiais e sistemas construtivos de ponta.
•       Diretrizes específicas e boas práticas para o desenvolvimento de espaços especializados tais como ambientes expositivos, corporativos, de serviços e residenciais.
•       Os aspectos gerenciais do negócio, do projeto e da compatibilização de projetos com outros subsistemas da edificação com atenção especial à automação predial.

A QUEM SE DESTINA: Profissionais de Projeto: Arquitetos e Urbanistas, Designers de Interiores e Engenheiros Civis e de outras especialidades relacionadas a construção de edificações.

METODOLOGIA: Metodologia ativa baseada no ciclo de aprendizado experiencial. A cada tópico dos conteúdos previstos nas diferentes disciplinas deverá corresponder um ciclo formado pelas quatro etapas previstas no método: desafio; reflexão; fundamentação teórica; experiência. As disciplinas possuem abordagens que vão desde a investigação das fronteiras de inovação em Arquitetura e Design até experiências práticas de desenvolvimento de projetos.

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 h/aula
(Hora-aula de 50 minutos. Carga horária equivalente a 360h)

PREVISÃO DE INÍCIO: março/2019

HORÁRIO DAS AULAS: Sábados das 9h às 17h10 (com 1 hora de intervalo para almoço).
Caso seja necessário adequar o calendário, poderão ocorrer atividades em outros dias da semana agendados previamente.

COORDENAÇÃO: Prof. Dr. César Rocha Muniz (Currículo Lattes)

VALOR DO INVESTIMENTO:
R$ 18.870,00
À vista (com 5% de desconto): R$ 17.926,50 
12x (sem juros): R$ 1.572,50
18 x R$ 1.165,48
24 x R$ 857,98
R$ 500,00 + 36x de R$ 757,56 negociadas diretamente com o
R$ 500,00 + 48x de R$ 557,69 negociadas diretamente com o

PROGRAMA

Fronteiras da Arquitetura de Interiores: Perspectivas Contemporâneas
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Estabelecer as diretrizes das diferentes perspectivas no universo do projeto bem suas especificidades metodológicas. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para rever os métodos de que vêm sendo praticados e formular diretrizes de projeto considerando seu potencial de gerar inovação tanto nos processos quanto nos resultados.

Fronteiras da Arquitetura de Interiores: Aspectos cognitivos e comportamentais
 Desenvolver as seguintes especialidades: Identificar pensamentos, emoções e comportamentos evocados e intervenientes na relação dos indivíduos com o espaço construído. Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para desenvolver projetos que possibilitem experiências subjetivas adequadas aos seus requisitos e que potencializem o bem-estar.
                          
Tecnologia e linguagem da Arquitetura de Interiores: Light Design
 Desenvolver as seguintes especialidades: Reconhecer o papel determinante da luz na percepção e no desempenho de espaços interiores. Tipificar os sistemas de iluminação artificial e sua simulação usando ferramentas digitais. Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para estabelecer diretrizes de projeto e intervenção em espaços interiores a utilizando elementos de iluminação artificial para o cumprimento dos requisitos funcionais e explorando de forma inovadora, o potencial expressivo da luz.

Ateliê de projeto: Interiores expositivos
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Reunir e sistematizar os elementos conceituais explorados nos conteúdos já estudados em um caso concreto. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para desenvolver projetos e intervenções coerentes com o tema do projeto experimental produzindo, ao mesmo tempo, soluções inovadoras em ambientes expositivos.

Tecnologia e linguagem da Arquitetura de Interiores: Materiais e técnicas
 Desenvolver as seguintes especialidades: Especificar e utilizar materiais construtivos segundo suas propriedades sensoriais e físico-mecânicas e compreender sistemas e interfaces envolvidos. Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para desenvolver projetos e intervenções corretivas que sejam fundamentadas nas características dos materiais e sistemas construtivos e que explorem todo o seu potencial expressivo.

Arquitetura de Interiores e suas interfaces: Mobiliário e equipamentos
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Reconhecer e mobilizar o papel expressivo e funcional do mobiliário e dos equipamentos. Compreender aplicações e requisitos de componentes de automação predial. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para estabelecer diretrizes de projeto e intervenção especificação, projeto, detalhamento e coordenação de sistemas de automação predial.

Arquitetura de Interiores e suas interfaces: Identidade Visual e Comunicação Mercadológica
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Compreender os fenômenos comunicativos espontâneos ou planejados em interiores expositivos e de negócios. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para desenvolver projetos que estejam perfeitamente articulados com os objetivos do negócio e seu mix de marketing.

Ateliê de projeto: Interiores corporativos de varejo
 Desenvolver as seguintes especialidades: Reunir e sistematizar os elementos conceituais explorados nos conteúdos já estudados em um caso concreto. Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para desenvolver projetos e intervenções coerentes com o tema do projeto experimental produzindo, ao mesmo tempo, soluções inovadoras em ambientes corporativos e de varejo.

Tecnologia e linguagem da Arquitetura de Interiores: Acústica e sonorização
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Compreender o ambiente acústico e sua relação com a percepção do conforto. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para projetar e interferir em espaços com a finalidade de construir uma ambiência acústica adequada tanto do ponto de vista do controle de ruídos quanto da sonorização de ambientes.

Gestão da Arquitetura de Interiores: Gestão ágil do escritório de projetos
 Desenvolver as seguintes competências: Executar o controle administrativo e operacional do negócio de projetos. Desenvolver boas práticas de coordenação e compatibilização de projetos Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para gerenciar o negócio o projeto e as obras em Arquitetura de Interiores utilizando métodos e ferramentas ágeis. Implementar métodos de compatibilização conforme paradigmas de Engenharia Simultânea.

Gestão da Arquitetura de Interiores: Marketing do luxo
 Dotar o profissional das seguintes habilidades: Tomar decisões de caráter estratégico para o bom desenvolvimento do negócio de projetos em diferentes mercados com atenção especial ao segmento de luxo. Construir, a partir destas habilidades, a competência necessária para construir um mix de marketing adequado ao negócio de projeto.

Ateliê de projeto: Interiores residenciais
 Desenvolver as seguintes especialidades: Reunir e sistematizar os elementos conceituais explorados nos conteúdos já estudados em um caso concreto. Instrumentar estas habilidades para o desenvolvimento das competências necessárias para desenvolver projetos e intervenções coerentes com o tema do projeto experimental produzindo, ao mesmo tempo, soluções inovadoras em ambientes residenciais.

DOCENTES

  • Ana Irene Fonseca Mendes (Currículo Lattes)
  • Ana Lucia Machado de Oliveira Ferraz (Currículo Lattes)
  • Ana Teresa Cirigliano Villela (Currículo Lattes)
  • Catherine D'Andrea (Currículo Lattes)
  • César Rocha Muniz (Currículo Lattes)
  • Fernando Gobbo Ferreira (Currículo Lattes)
  • Helena Cristina Padovani Zanlorenzi (Currículo Lattes)
  • Luciana Pagnano Ribeiro (Currículo Lattes)
  • Pedro Celso Julião de Camargo (Currículo Lattes)
  • Rita de Cássia Fantini de Lima (Currículo Lattes)
  • Suyene Riether Arakaki (Currículo Lattes)

PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é constituído das seguintes etapas:

  • Inscrição on-line no site (dados gerais, currículo acadêmico profissional, carta de intenção do candidato e cópia do diploma de graduação ou declaração de colação de grau). A carta de intenção é um texto mínimo de 20 linhas descrevendo os motivos de ter escolhido a FAAP e o curso, bem como o interesse nos temas relacionados ao curso;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Recebimento do resultado do processo seletivo por e-mail;
  • Em caso de aprovação, matrícula e pagamento;
  • Entrega dos documentos.

A coordenação do curso, se necessário, poderá realizar entrevistas individuais com alguns ou todos os candidatos.
As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de efetivação da matrícula.

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.