ccs
MENU
Imagem da área

Construções Sustentáveis

SOBRE

CAMPUS: São Paulo

APRESENTAÇÃO DO CURSO: O mundo contemporâneo apresenta desafios crescentes aos profissionais de todas as áreas, em relação aos conceitos e tendências sobre o Desenvolvimento Sustentável. A Construção Civil consome por volta de 40% dos recursos naturais, contribui com aproximadamente 50% dos resíduos sólidos gerados e é responsável por até 75% das emissões de GEE. Esses dados impõem a necessidade de uma revisão urgente de atitudes e metodologia de trabalho. Assim sendo, o curso propõe-se a capacitação de profissionais por meio de uma visão generalista, plural e técnica das disciplinas que irão interagir para o desenvolvimento dos projetos e construção de novos empreendimentos e retrofits. Será dado destaque à importância do planejamento e do projeto para a produção e uso dos espaços construídos, por meio da apresentação de ferramentas imprescindíveis para a redução dos impactos socioambientais desde a fase de idealização do produto, visando ao atendimento das exigências normativas, transcorrendo pelas fases de desenvolvimento de projetos e implantação de canteiro de obras, até a fase de Operação e Uso do empreendimento, envolvendo a gestão de resíduos.

OBJETIVO: Desenvolver as competências e habilidades por meio da apresentação de conceitos, normas e regulamentos, metodologias, processos de certificação e tecnologias, visando ao desenvolvimento sócio-técnico-ambiental da produção de empreendimentos; permitindo aos participantes a busca de soluções que conduzam à obtenção de melhores resultados em relação ao conforto, saúde, eficiência energética e do uso da água tanto na fase de construção como na fase de operação e uso de empreendimentos imobiliários.

A QUEM SE DESTINA: Graduados nas áreas de Engenharia, Arquitetura e Tecnologia da Construção Civil, bem como formados nas diversas áreas em que a especialização em construções sustentáveis possa fornecer as habilidades e competências necessárias para a gestão, elaboração de projetos, construção e operação e uso de empreendimentos do mercado imobiliário.

METODOLOGIA: Abordagem didático-pedagógica focada na resolução de problemas, com apoio de aulas expositivas, exercícios e estudos de caso que destaquem soluções de projeto e gestão. Ênfase no trabalho em equipe por ser essa a forma consagrada de atividade das corporações. Utilização de textos de periódicos para discussão, compreensão e aplicação dos princípios teóricos apresentados pelos livros e textos. Visitas Técnicas e Palestras de convidados para desenvolvimento de conteúdos diferenciados.

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 horas/aula

(Hora-aula de 50 minutos. Carga horária equivalente a 360h)

PREVISÃO DE INÍCIO: abril/2018

HORÁRIO DAS AULAS: segundas e quartas-feiras - 19h10min às 22h45min.

COORDENAÇÃO: Profª Drª Ana Lúcia Rocha de Souza Melhado

VALOR DO INVESTIMENTO:
À vista R$ 22.900,00
18 x R$.1.414,39
24 x R$.1.096,01

PROGRAMA

Impactos Ambientais e Licenciamento
Objetivo: Aspectos legais relacionados à indústria da construção, viabilidade do empreendimento e restrições legais ambientais. Licenciamento ambiental de empreendimentos.

Normatização aplicada à construção civil e a NBR 15.575
Objetivo:
Panorama sobre normas técnicas aplicadas à construção civil. Normas prescritivas versus normas de desempenho. Conceitos de desempenho. NBR 15.575 e suas partes. Requisitos, critérios de desempenho e métodos de avaliação. Níveis de desempenho. A importância do usuário no desempenho de edificações. A NBR 15.575, o PBQP-H e as exigências de órgãos financiadores. A NBR 15.575 e a sustentabilidade. Conceitos de Durabilidade e Vida útil. A NBR 15.575 como propulsora de melhorias no processo produtivo e de projeto. Tecnologia da informação e o desempenho em edificações. Transformações em empresa incorporadora e construtora após a vigência da NBR 15.575/1.

Acessibilidade: prática de projeto segundo a NBR 9050
Objetivo: Conceito de Desenho Universal e Acessibilidade. Normas técnicas. A inserção de pessoas com restrições funcionais no ambiente construído. Questões de projeto com soluções sustentáveis, aplicações práticas a partir da análise de projetos arquitetônicos e urbano.

Certificações Ambientais
Objetivo: Apresentação dos principais selos de Certificações Ambientais adotados no Brasil: AQUA-HQE e LEED. A Gestão do Processo de Projeto, visando minimizar os desperdícios de materiais, energia e água, garantindo conforto e a saúde dos usuários. Comparativo entre construções com tecnologias convencionais e as utilizadas em construções sustentáveis. As reabilitações e retrofits – impactos sustentáveis em construções existentes. O Bairro Sustentável. A Cidade Sustentável.

Conforto Térmico,
Objetivo: Variáveis de conforto térmico. Arquitetura Vernacular. Estratégias bioclimáticas. Psicrometria. Tecnologias passivas e ativas. Ventilação natural/aeração. Geometria da insolação. Mascaramento dos edifícios. Penetração Solar e Sombreamento. Desenho de Proteção Solar. Normas Brasileiras e o Zoneamento Bioclimático. Princípios do cálculo de balanço térmico.

Conforto Luminoso
Objetivo:
Conforto luminoso. Conforto Visual: níveis de iluminação, contraste, e ofuscamento. Iluminação natural: grandezas relativas à percepção visual e fotométricas. Sistema de iluminação natural: iluminação zenital e lateral. Sistema de iluminação artificial: fontes artificiais de luz, luminárias e efeitos de iluminação.

Conforto Acústico no Edifício
Objetivo:
Abrange os conceitos de conforto acústico, suas variáveis de contexto e de projeto com ênfase no desempenho acústico dos ambientes. Prioriza questões relativas às exigências humanas e funcionais, às principais grandezas acústicas e suas aplicações práticas, os diferentes tipos de fontes de ruído, formas de transmissão do som, comportamento dos materiais e componentes construtivos, além das questões relativas às medições, normalização técnica e métodos de dimensionamento e avaliação do desempenho acústico.

Conforto Acústico Urbano
Objetivo:
Abrange os conceitos de conforto acústico, suas variáveis de contexto e de projeto com ênfase no desempenho acústico urbano. Prioriza questões relativas às exigências humanas e funcionais, às principais grandezas acústicas e suas aplicações práticas, os diferentes tipos de fontes de ruído, formas de transmissão do som, comportamento dos materiais e componentes construtivos, além das questões relativas às medições, normalização técnica e métodos de dimensionamento e avaliação do desempenho acústico.

Eficiência Energética em Edifícios: PBE/PROCEL para Edifícios Comerciais, de Serviços e Públicos
Objetivo: Apresentar referências sobre a questão da crise energética e da sustentabilidade. Histórico do Programa PBE/Procel Edifica. O RTQ – C Regulamento Técnico de Qualidade para os Edifícios Comerciais, de Serviço e Públicos. O selo/ etiqueta parcial e completa. Os 2 procedimentos de avaliação. Os pré-requisitos gerais. As bonificações. A vertente “Envoltória”, pré-requisitos específicos e procedimentos de avaliação. A vertente “Sistema de Iluminação”, pré-requisitos específicos e procedimentos de avaliação. A vertente “Condicionamento de ar”, pré-requisitos específicos e procedimentos de avaliação.

Eficiência Energética em Edifícios: PBE/PROCEL para Edifícios Residenciais
Objetivo: Abordar o RTQ – R – Regulamento Técnico de Qualidade para Edifícios Residenciais: sua estrutura de avaliação e documentos referenciais, as etiquetas parciais e completas para as Unidades Habitacionais Autônomas (UHAs) e para as Áreas Comuns. Pré-Requisitos Gerais; Bonificações; Métodos de Avaliação e Glossário básico. Pré-requisitos específicos para as Unidades Habitacionais Autônomas – UHAs - (transmitância, absortância, ventilação natural e iluminação natural); Método de avaliação da ENCE (procedimentos de cálculo método prescritivo) para as unidades habitacionais uni e multifamiliares (Envoltória para a condição de verão, inverno e Aquecimento de água); Avaliação das bonificações. Áreas de Uso Comum: Uso frequente x Uso Eventual. Pré-requisitos específicos para as AUC; método de avaliação da ENCE (procedimentos de cálculo método prescritivo) para as AUC (iluminação artificial, equipamentos, aquecimento de água, bombas, elevadores, sauna. Avaliação das bonificações (iluminação natural, uso racional de água e ventilação natural).

Metodologia Científica I e II
Objetivo: Tipos de pesquisa. A definição do problema e a elaboração de hipóteses. Tipos de dados e métodos para coleta de dados. O Projeto de pesquisa e seu plano.

Gestão da Água
Objetivo: Conjunto de ações específicas de racionalização do uso e reuso da água, que devem ser detalhadas a partir da realização de uma análise de demanda e oferta de água, em função dos usuários e atividades consumidoras, com base na viabilidade técnica e econômica de implantação das mesmas. Legislação sobre reuso de águas e aproveitamento de água de chuva.

Gestão Sanitária da Água
Objetivo
: Conjunto de ações e cuidados devem ser tomados em projetos para garantir que sistemas de aquecimento solar térmico de água não provoquem o crescimento da legionella. Apresenta a estrutura dos sistemas prediais hidráulicos e termohidráulicos em edificações, relacionando esta infraestrutura aos aspectos de demanda, saúde, perfis de consumo, eficiência energética e gestão de energia. Serão tratados os aspectos de projetos, instalação, comissionamento, gestão de consumo e operação dos sistemas hidráulicos.

Tecnologias Construtivas Sustentáveis
Objetivo: Busca de compreensão da aplicação prática de tecnologias construtivas sustentáveis que sejam coerentes com os princípios do Desenvolvimento Sustentável, com foco específico no atendimento aos requisitos térmicos e lumínicos da NBR 15575 e a NBR 15220. Exploração dos conceitos básicos para seleção de tecnologias construtivas sustentáveis assim como a integração técnica do projeto de arquitetura com as disciplinas técnicas de engenharia, visando à preservação de recursos naturais.

Canteiro de Obras de Baixo Impacto Ambiental
Objetivo:
O ciclo de vida das edificações. O gerenciamento de facilidades. Os aspectos de sustentabilidade dos edifícios em uso e operação. Os parâmetros de sustentabilidade e o modelo de gerenciamento da sustentabilidade de facilidades construídas - MGS. Os sistemas de certificação ambiental aplicados aos edifícios em operação.

Análise do Ciclo de Vida: Materiais Sustentáveis
Objetivo:
Desempenho e durabilidade dos materiais e componentes das construções. Ciclo de vida. Aspectos ambientais, energéticos, econômicos e sociais. Estudo da Análise do ciclo de vida (ACV) aplicada aos projetos de construção civil.

Gestão de Resíduos
Objetivo: Elaboração do PGRCC – Plano de Gerenciamento de Resíduos da Construção, visando atender as certificações e a resolução CONAMA 307 e o Plano Nacional de Resíduos Sólidos. Elaboração do PGRS e discussão de áreas específicas no projeto, permitindo a gestão dos resíduos.

Gestão da Operação e Uso
Objetivo:
O ciclo de vida das edificações. O gerenciamento de facilidades. Os aspectos de sustentabilidade dos edifícios em uso e operação. Os parâmetros de sustentabilidade e o modelo de gerenciamento da sustentabilidade de facilidades construídas - MGS. Os sistemas de certificação ambiental aplicados aos edifícios em operação.

Monografia

DOCENTES

  • Ana Lúcia Rocha de Souza Melhado (Currículo Lattes)
  • Ana Maria Irene Bartolomeu Ayrosa (Currículo Lattes)
  • Anarrita Bueno Buoro (Currículo Lattes)  
  • Andrea Bazarian Vosgueritchian (Currículo Lattes)
  • Adriana Lúcia Silva Domingues (Currículo Lattes)
  • Clarice Degani (Currículo Lattes)
  • Erika Ciconelli De Figueiredo (Currículo Lattes)
  • Heitor Cesar Riogi Haga (Currículo Lattes)
  • Hélio Narchi (Currículo Lattes)
  • José Jorge Chaguri Junior (Currículo Lattes)
  • Luciana Rodrigues Valadares (Currículo Lattes)
  • Nelson Solano Vianna (Currículo Lattes)
  • Patricia Seiko Okamoto (Currículo Lattes)
  • Sasquia Hizuru Obata (Currículo Lattes)
  • Vanessa Taborianski Bessa (Currículo Lattes)
  • Vanessa Valdez Guilhon (Currículo Lattes)

A FAAP reserva-se o direito de alterar o corpo docente durante o curso em função de necessidades pessoais ou institucionais, não comprometendo a qualidade do curso.

PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é constituído das seguintes etapas:

  • Inscrição on-line no site (dados gerais, currículo acadêmico profissional, carta de intenção do candidato e cópia do diploma de graduação ou declaração de colação de grau). A carta de intenção é um texto mínimo de 20 linhas descrevendo os motivos de ter escolhido a FAAP e o curso, bem como o interesse nos temas relacionados ao curso;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Recebimento do resultado do processo seletivo por e-mail;
  • Em caso de aprovação, matrícula e pagamento;
  • Entrega dos documentos.

A coordenação do curso, se necessário, poderá realizar entrevistas individuais com alguns ou todos os candidatos.
As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de efetivação da matrícula.

A FAAP reserva-se o direito de alterar datas, horários, ou cancelar o curso.

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.