cdi
MENU
Imagem da área

Design de Interiores: repertório projetual

SOBRE

CAMPUS: São Paulo

APRESENTAÇÃO DO CURSO: A cidade de São Paulo é o principal polo do Design de Interiores brasileiro e Latino Americano, reune o maior número de lojas, escritórios, eventos e feiras do setor e também tem como privilégio, sediar a Associação Brasileira de Designers de Interiores. A tradição da cidade de São Paulo nesta área começa no finall do século XIX, com a construção dos sofisticados palacetes dos Cafeicultores. Em 1873 é fundado o Liceu de Artes e Ofícios, que tinha por finalidade formar os primeiros decoradores e artistas que trabalharam na elaboração das mansões da Av. Paulista.
A regulamentação da profissão de Designer de Interiores em 12 de dezembro de 2016, esta impulsionando a estruturação das atribuições profissionais e consolidando esta área do conhecimento humano.
Durante os anos 70 e 80 do século XX, a FAAP manteve um excelente curso livre de Decoração, alguns dos professores do curso e ex-alunos formaram o primeiro embrião de profissionais preocupados com o futuro da atividade profissional, e em 1980 fundaram a ABD.
Neste momento, a FAAP retoma seu protagonismo na área de Interiores, reposiciona o curso de Pós-graduação em Design de Interiores, promovendo simultaneamente eventos, exposições, cursos e workshops da área e estabelecendo uma proficiente parceria com a Associação Brasileira de Designers de Interiores.
Neste sentido, o curso de Pós-graduação em Design de Interiores: repertório projetual da FAAP, vem se somar aos esforços do setor visando o aprimoramento do exercicio profissional, oferecendo aos profissionais formados na diversa tipologia de ensino em Design de Interioes, um espaço academico criativo e dinâmico, apoiado por: biblioteca, oficinas, ateliês e laboratórios adequados ao desenvolvimento de pesquisas e experiencias para novas proposições da áreas de interiores.

OBJETIVO: Fornecer instrumentos projetuais contemporâneos baseados em um repertório que propicie a prática do projeto de espaços arquitetônicos internos, considerando-se em suas configurações, mobiliário, revestimentos, luz e inserções simbólicas. Conhecer os elementos de artes decorativas e seus componentes interiores, a partir do histórico físico da edificação e dos novos usos propostos.

A QUEM SE DESTINA: Profissionais graduados em áreas afins ao design, à arquitetura, à moda, à engenharia, às artes plásticas ou cênicas. Profissionais originários de cursos superiores que desempenhem funções profissionais no campo de atuação de design de interiores.

METODOLOGIA: Aulas expositivas com projeção de imagens, seminários, palestras e pesquisa de campo.

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 h/aula
(Hora-aula de 50 minutos. Carga horária equivalente a 360h)

PREVISÃO DE INÍCIO: março/ 2019

HORÁRIO DAS AULAS: terças e quintas, das 19h10min às 22h45min
Caso seja necessário adequar o calendário, poderão ocorrer atividades aos sábados ou em outros dias da semana agendados previamente.

COORDENAÇÃO: Prof. Jéthero Cardoso de Miranda - jmiranda@faap.br

VALOR DO INVESTIMENTO:
R$25.150,00
À vista (com 5% de desconto): R$ 23.892,50
12x (sem juros): R$ 2.095,83
18 x R$ 1.553,36
24 x R$ 1.203,70
R$ 500,00 + 36x de R$ 1.009,68 negociadas diretamente com o
R$ 500,00 + 48x de R$ 782,41 negociadas diretamente com o

PROGRAMA

Mobiliário e Objetos fora de série.
O design do mobiliário como elemento estético, simbólico e funcional, transformador dos interiores arquitetônicos dentro de uma análise crítica do contexto arquitetônico em que está inserido, Processos de produção, Materiais e formas de usinagem.

Bases para o Design de Interiores
Questões sobre a prática profissional: referências de projeto, escalas e possibilidades de uso do espaço interno; identificação dos elementos essenciais do design de interiores. Análise de ambientes existentes. 

Estampa e Interiores
Estudo do desenho como linguagem para criação de estampas para interiores e suas questões artísticas, estéticas e limitações técnicas dos processos de produção.

História e Cultura – subsídios projetuais
As artes visuais como repertório, uso e referência no projeto de design de interiores. O valor simbólico-cultural, social e econômico do objeto de arte e das artes decorativas. Objetos de arte; a valoração e adequação de obras de arte em projetos de design de interiores. Coleção, conservação e galeria. História do Mobiliário. A evolução arquitetônica e tecnológica no contexto histórico.

Projeto de Interiores Residencial
Intervenção em espaços arquitetônicos, considerando os aspectos ergonômicos, funcionais, estéticos históricos e tecnológicos. Atendendo a demandas de ordem coletiva e individual. Levantamento de informações. Elaboração do Programa de Necessidades. Anteprojeto. Projeto executivo.

Light Design
Estudo do uso criativo e funcional da luz artificial e natural, aplicando seus efeitos através de diversos equipamentos; legislação específica e cálculos respectivos para a correta utilização da luz nos vários tipos de ambientes.

Projeto de Interiores Comercial - Varejo.
Branding, Conceituação dos espaços em função da proposta de marketing do empreendimento. Estratégias comerciais visando o fortalecimento da imagem corporativa. A ambiência e funcionalidade. Ambientes com atmosfera convidativa. Hierarquia dos Espaços e Visual Merchandising.

Espaço, Composição e Cor.
A construção, composição e percepção dos interiores: estudos e análises das formas e espaços. As cores nos interiores: significados, aplicações e efeitos. As relações entre usuários e ambiente: efeitos compositivos.

Desenho do Espaço Expositivo
Arquitetura como possibilidade de comunicação da cultura material em espaços contemporâneos. Conceito, planejamento e estratégias projetuais expográficas.  A questão sensorial e a questão da narração. 

Paisagismo e Interiores
As principais tipologias de jardins. Compreensão dos aspectos: biológico, fisiológico e taxonômico dos vegetais. Analise, manutenção e adubação dos solos. Arranjos ornamentais, Projeto e composição de jardins internos e externos.

Portfólio e Análise de Resultados
Dedica-se à organização e comunicação de projetos, por meio da edição sistemática da produção realizada no curso e discute a importância da documentação de projetos e de seus complementos, tanto para uso acadêmico como para uso no mercado.

Projeto de Interiores Corporativo.
Desenvolvimento de projetos de interiores, em nível de anteprojeto, para espaços corporativos e de serviços, considerando-se contextos sociais, culturais, econômicos e ambientais. Os conceitos de paisagem na formação do espaço arquitetônico e de interiores. Paisagismo de pequenos espaços e de espaços dos interiores de arquitetura. Introdução de conceitos fundamentais de iluminação e informação sobre tecnologias disponíveis e adequação ao espaço arquitetônico.

Metodologia e Métodos.
Processo de planejamento e desenvolvimento do Projeto de Especialização. Estabelecer parâmetros para o texto acadêmico – obrigatoriedades e formatação. Conceito de pesquisa: o que é e por que se faz um projeto de pesquisa. Metodologia: fundamentos e procedimentos, modalidades, características e tipos de estudo.

Desenvolvimento de pesquisa e projetos de interiores.
Procedimentos de desenvolvimento de conceito e criação de espaços em pesquisas e projetos específicos de design de interiores.

DOCENTES

  • Adriana Monzillo de Oliveira (currículo lattes)
  • Fabio Zeppelini (currículo lattes
  • Iris Di Ciommo (currículo lattes)
  • Jéthero Cardoso de Miranda (currículo lattes)
  • Marcelo Aflalo (currículo lattes)
  • Marcia Pinto da Silva (currículo lattes)
  • Maria Izabel Branco Ribeiro (currículo lattes)
  • Patrícia Helena Fonseca (currículo lattes)
  • Silvia Bigoni (currículo lattes)
  • Waldemar Zaidler Jr. (currículo lattes)
  • Wolfgang Sergio Steschenko (currículo lattes)

PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é constituído das seguintes etapas:

  • Inscrição on-line no site (dados gerais, currículo acadêmico profissional, carta de intenção do candidato e cópia do diploma de graduação ou declaração de colação de grau). A carta de intenção é um texto mínimo de 20 linhas descrevendo os motivos de ter escolhido a FAAP e o curso, bem como o interesse nos temas relacionados ao curso;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Recebimento do resultado do processo seletivo por e-mail;
  • Em caso de aprovação, matrícula e pagamento;
  • Entrega dos documentos.

A coordenação do curso, se necessário, poderá realizar entrevistas individuais com alguns ou todos os candidatos.
As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de efetivação da matrícula.

A FAAP reserva-se o direito de alterar datas, horários, ou cancelar o curso.

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.