pgecr
MENU
Imagem da área

Escrita Criativa

SOBRE

CAMPUS: São Paulo

APRESENTAÇÃO DO CURSO:
A expansão da atividade da escrita, a diversificação dos meios, a ampliação do conceito de narrativa e a multiplicidade de suportes tecnológicos do mundo contemporâneo têm levado os escritores a enfrentarem novos horizontes criativos. Esses horizontes têm gerado inesperadas possibilidades para a literatura e a arte verbal. O curso de pós-graduação em Escrita Criativa da FAAP reúne um conjunto de professores e de palestrantes, de artistas e de escritores, voltados exclusivamente à prática criativa da escrita e à arte da criação verbal. Distribuído em disciplinas e módulos, nos quais serão abordados os mais diversos aspectos da arte da escrita, o curso explora a escrita de ficção e de não-ficção nas interfaces que possa estabelecer com outras linguagens, suportes, tecnologias e artes. Esse diálogo constante não minimiza a especificidade da escrita. Leva, sim, a uma potencialização dos seus meios e a uma maior possibilidade de inserção profissional da atividade da escrita no mundo contemporâneo. 

OBJETIVO:
Desenvolver a competência de escrita de textos ficcionais ou não-ficcionais em diversos gêneros, e também em plataformas que vão muito além do livro tradicional. Permitir o desenvolvimento e a consolidação de um projeto individual de experimentação com a linguagem escrita, cujo produto pode ser pensado como obra literária, ou voltado para os diversos mercados que exploram a produção de narrativas. 

A QUEM SE DESTINA:
Estudantes e profissionais de qualquer área do conhecimento que desejem se dedicar à atividade da escrita, voltada para diferentes suportes tecnológicos. Pessoas interessadas em atuar profissionalmente como escritor, redator, jornalista, ensaísta, crítico, narrador, storyteller ou biógrafo.

METODOLOGIA:
Focado no desenvolvimento de um projeto autoral, o curso propõe a compreensão de teorias e modelos narrativos, sempre tendo em vista suas possibilidades de aplicação prática. Também explora aspectos conceituais da escrita, articulando-a a narrativas verbais e não-verbais. A ênfase do programa incide sobre a prática. Disciplinas específicas como Fundamentos da Escrita, Diálogos Transversais, Elementos de Não-Ficção, Elementos de Narrativa e Narrativas Comparadas se conectam de modo orgânico e oferecem subsídios para o desenvolvimento de uma obra ao longo do curso, dentro das disciplinas Oficinas de Criação e Desenvolvimento de Projetos. O intuito é que a obra final produzida por cada aluno se alinhe aos novos paradigmas de escrita e aos novos padrões narrativos que se têm desenvolvido no mundo contemporâneo.  

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 h/aula

(Hora-aula de 50 minutos. Carga horária equivalente a 360h)

PREVISÃO DE INÍCIO: abril/2018

HORÁRIO DAS AULAS: segundas e quartas – 19h10min às 22h45min.  
Obs.: Excepcionalmente, podem ser programadas ao longo do curso algumas aulas aos sábados, das 9h00 às 12h35, agendadas com a devida antecedência.

COORDENAÇÃO: Prof. Dr. Rodrigo Petronio Ribeiro  

VALOR DE INVESTIMENTO:
À vista R$.22.600,00
18 x R$.1.395,86
24 x R$.1.081,66

PROGRAMA

Oficina de Criação I, II, III 
Objetivo: esta disciplina visa o trabalho com o artesanato e a carpintaria do texto. Vale-se de disparadores e técnicas de escrita, para que o aluno trabalhe diretamente em sua obra/projeto, desde as primeiras aulas do curso. Trata-se de uma disciplina ministrada por diversos professores/escritores, de modo que os alunos possam ter uma visão diversificada e abrangente dos principais processos criativos de escrita. E de modo que possam incorporar da melhor maneira possível essas técnicas e esses processos às suas obras e a seus projetos.  

Narrativas Comparadas 
Objetivo: inserir as narrativas dentro de um horizonte mais amplo da Narratividade, fornecendo modelos narrativos e teorias que os alunos possam utilizar em suas obras individuais. Transita desse modo nas fronteiras entre storytelling, transmídia, hipermídias, hipertextos, realidades virtuais e narrativas míticas. A disciplina também envolve uma parte prática, de conversão dos modelos narrativos em um projeto. Esta disciplina é compartilhada com os alunos da pós em Argumento e Roteiro. 

Elementos de Narrativa  
Objetivo: propor uma síntese entre as duas disciplinas anteriores, ou seja, entre a ficção e a não-ficção. A disciplina explora a noção de narrativa, em todas as suas implicações ou materializações. 

Fundamentos de Escrita I, II, III 
Objetivo: Concentra-se em elementos fundamentais da construção da escrita da literatura, sobretudo tendo em vista o leitura focada [close reading] e a abordagem fenomenológica, dentre outras técnicas. Procura explorar concepções distintas de literatura, texto, textualidade, escrita e modos de abordar a linguagem verbal. 

Elementos de Ficção I, II
Objetivo: Concentra-se nos fundamentos práticos da ficção e nas aberturas propostas no mundo contemporâneo a partir da autoficção e da metaficção. A disciplina aborda obras, autores e vertentes importantes da ficção, mas acima de tudo extrai dessa abordagem uma possibilidade prática para variados propostas de escrita. 

Diálogos Transversais
Objetivo: explorar as interfaces da literatura e da escrita com outros saberes, com outras artes e com outras linguagens, desenhando uma abordagem bastante contemporânea para a atividade do escritor. Para tanto, deve contar com palestras de artistas visuais, historiadores, filósofos, jornalistas, antropólogos, biógrafos e cientistas, dentre outros domínios e atividades. O objetivo é sempre traçar interfaces e paralelos produtivos entre esses diversos discursos e a escrita ficcional, de modo que esta se amplie e se potencialize. 

Elementos de Não-Ficção
Objetivo: Analisar as principais características de obras, autores e vertentes da não-ficção, tais como o ensaio, a reportagem, a crítica, colocando sempre em evidência os limites e as convergências entre os campos ficcional e não-ficcional.  

Desenvolvimento de Projetos
Objetivo: Acompanhamento individual de projetos cujo objetivo é a construção e a consolidação de uma obra/projeto que será apresentado como Trabalho de Conclusão de Curso [TCC]

DOCENTES

  • Ricardo Tiezzi (Currículo Lattes)
  • Edilamar Galvão (Currículo Lattes)
  • Carola Saavedra
  • Lira Neto
  • Pedro de Niemeyer Cesarino (Currículo Lattes)
  • Lourenço Mutarelli
  • Sergio de Carvalho (Currículo Lattes) 
  • Juliano Garcia Pessanha (Currículo Lattes) 
  • Josélia Aguiar (Currículo Lattes) 
  • Deise de Abreu Pacheco (Currículo Lattes) 
  • Rodrigo Petronio (Currículo Lattes)
  • Bruno Zeni (Currículo Lattes) 
  • Paloma Vidal (Currículo Lattes)
  • Ronaldo Entler (Currículo Lattes) 
  • Julián Fuks (Currículo Lattes) 
  • Milton Hatoum
  • Gisela Anauate Bergonzoni (Currículo Lattes) 

PROCESSO SELETIVO

Análise de Currículo, Carta de Interesse e, se necessário, entrevista com o candidato.

A Carta de Interesse deve informar:

1. O que mais interessa ao candidato na proposta ou no programa do curso escolhido; 

2. Que experiência ou relação o candidato já possui com o mercado ou com a área do curso; 

3. Quais as expectativas do candidato de mudanças ou desenvolvimento no âmbito pessoal e profissional; 

4. Qual é a disponibilidade do candidato para se dedicar às aulas, às leituras e ao desenvolvimento uma pesquisa ou projeto artístico.

A avaliação levará em consideração o conjunto de todos esses fatores, não apenas alguns deles isoladamente.  

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.