pgpec
MENU
Imagem da área

Estudos e Práticas Curatoriais

SOBRE

CAMPUS: São Paulo

APRESENTAÇÃO DO CURSO: O curso de Pós-graduação em Estudos e Práticas Curatoriais pretende formar profissionais que possam entender as práticas artísticas contemporâneas e as formas de trazê-las a público, pensar criticamente as estruturas de museus, coleções, acervos e outros aparelhos culturais, além de praticar a escrita e a pesquisa em arte. Trata-se de uma especialização prática e teórica endereçada a curadores – aqueles que trazem a coleção ou as obras de arte para o espaço público do museu e de instituições culturais, organizando conceitos, discurso, design, objetos e proposições artísticas para criar uma experiência única nesses espaços – como também para um campo ampliado de agentes envolvidos nesse processo: artistas, mediadores, pesquisadores, editores, educadores de arte.
O curso busca aprofundar um conhecimento da produção artística contemporânea (desde os anos 1960 até o presente) e visa desenvolver formas singulares de produção de conhecimento prático que lidem com forças semelhantes àquelas que movem a produção artística, pensando a partir dos trabalhos de arte para constituir uma rede de fricções capazes de produzir novas maneiras de trazê-los a público, dentre elas exposições de arte, publicações, conferências. Em outras palavras, o curso abrange uma compreensão e análise crítica do percurso desde a concepção do trabalho artístico e a interlocução com artistas até a recepção da arte pelo público.

OBJETIVOS:
Geral:
Formar profissionais na área de curadoria, capazes de produzir conhecimento e pensamento crítico a partir das produções artísticas contemporâneas e/ou de obras de arte, e de criar formas singulares de trazê-las a público.

Específico:
– Ampliar e aprofundar os processos práticos e discursivos dos que trabalham a partir da criação artística contemporânea e/ou de obras de arte;
– Produzir interfaces capazes de apresentar tais produções a diferentes públicos, inter-relacionando contextos institucionais, arquitetônicos, espaciais, discursivos;
– Desenvolver a capacidade crítica dos alunos para que cada um possa potencializar sua atuação num campo micro-político por meio de textos, exposições, edições de livros, organização de conferências, de maneira singular.

A QUEM SE DESTINA: Alunos com formação em Artes Visuais, História da Arte, Museologia, Arquitetura, Filosofia, Literatura, Antropologia, Artes Cênicas, Dança, Música, Design, Cinema e áreas afins, além de interessar a curadores que desejam se especializar em práticas artísticas contemporâneas e exercitar a criação de plataformas singulares que possam trazer a arte a público.

METODOLOGIA: O curso consiste em 3 (três) módulos semestrais, atravessado ao longo de sua duração por quatro linhas conceituais presentes em seminários (teóricos e práticos), na monografia e em uma exposição realizada em conjunto pelos alunos participantes. As linhas conceituais são:
I. Práticas artísticas contemporâneas: história e teoria da arte contemporânea (a partir dos anos 1960); interlocução com artistas e suas práticas.
II. A coleção como um sistema flexível: museus de arte, arquivos, acervos, equipamentos culturais.
III. Ativação do espaço expositivo: como habitar o museu?
IV. A escrita sobre/em arte. Textos teóricos, históricos, poéticos, literários, artigos, textos de artista, textos curatoriais, editoriais, entrevistas.

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 h/aula

PREVISÃO DE INÍCIO: setembro/2018

HORÁRIO DAS AULAS: terças e quintas-feiras – 19h10min às 22h45min.  
Obs.: Excepcionalmente, podem ser programadas ao longo do curso algumas aulas aos sábados, das 9h00 às 12h35, agendadas com a devida antecedência.

COORDENAÇÃO: Ana Paula Cohen

VALOR DE INVESTIMENTO:
À vista R$.25.700,00
18 x R$.1.587,33
24 x R$.1.230,03

PROGRAMA

Módulo 1

Práticas curatoriais: espaços de exposição
Análise crítica de espaços de exposição de arte: arquitetura, iluminação, montagem, comunicação de informações técnicas.

Práticas curatoriais: projetos editoriais
Análise crítica de práticas editoriais e impressas: publicações, livro como espaço de exposição, livros de artista, catálogos, materiais impressos de mediação e identidade visual no espaço de exposição.

Estudos curatoriais: histórias das exposições – origem dos museus
Origem dos museus, origem das coleções de arte. Como se forma cada caso específico. Tipologias de museus e de exposições sazonais.

Histórias e Teorias da Arte Contemporânea, anos 1960 e 1970
Seminário sobre práticas de artistas contemporâneos (desde os anos 1960), combinado à leitura e análise crítica de textos teóricos, críticos ou filosóficos relacionados.

Laboratório de escrita – Literatura
Exercícios de escrita e leitura, análise crítica de textos em aula.

Ensaio: pesquisa
Pesquisa  e orientação dos trabalhos dos alunos.

Módulo 2

Práticas curatoriais: contexto institucional
Análise crítica de exposições relacionadas à contextos instituicionais específicos.

Práticas curatoriais: coleções e arquivos
Análise crítica sobre coleções e arquivos em museus e centros de arte.

Estudos curatoriais: histórias das exposições, séculos XX e XXI
Estudos de diferentes histórias das exposições nos séculos XX e XXI.

Histórias e Teorias da Arte Contemporânea: anos 1980 ao presente
Seminário sobre práticas de artistas contemporâneos (desde anos 1980), combinado à leitura e análise crítica de textos teóricos, críticos ou filosóficos relacionados.

Laboratório de escrita – Filosofia
Exercícios de escrita e leitura, análise crítica de textos em aula.

Ensaio: escrita
Leitura e análise crítica dos textos dos alunos em aula.

Análise crítica: visitas a exposições e a ateliês de artistas
Visitas a exposições de arte na cidade de São Paulo, e/ou a ateliers de artistas, com análise crítica feita pelo professor e discussão com o grupo in situ.

Módulo 3

Práticas curatoriais: equipamentos culturais e gestão
Análise crítica de práticas de gestão, economia e formas de viabilizar projetos no Brasil.

Práticas curatoriais: mediação e programação
Análise crítica de mediação e programação de museus e de exposições como parte do trabalho curatorial: projetos artísticos no tempo, conferências, performances.

Laboratório de escrita – Poesia
Exercícios de escrita e leitura, análise crítica de textos em aula.

Preparação orientada de exposição
Elaborar uma exposição curada pelo grupo de alunos e orientada por professor-curador.

Ensaio: conclusão 
Finalização dos textos apresentados pelos alunos.

DOCENTES

Amilcar Packer (currículo Lattes)
Ana Paula Carvalho Cohen (currículo Lattes)
Galciani Maria Neves de Araujo (currículo Lattes)
Ivo Mesquita
Jochen Volz (currículo Lattes)
Pablo Lafuente
Mabe Bethônico (currículo Lattes)
Marcos José Santos de Moraes (currículo Lattes)
Thiago Henrique de Souza Honório (currículo Lattes)
Valéria Picolli (currículo Lattes)
Veronica Stigger (currículo Lattes)

Palestrantes:
Adriano Pedrosa
Pedro Cesarino (currículo Lattes)
Suely Rolnik (currículo Lattes)

Artistas convidados:
Barbara Wagner e Benjamin de Burca
Mark Lewis

A FAAP reserva-se o direito de alterar o corpo docente durante o curso em função de necessidades pessoais ou institucionais, não comprometendo a qualidade do curso.

PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é constituído das seguintes etapas:

  • Inscrição on-line no site (dados gerais, currículo acadêmico profissional, carta de intenção do candidato e cópia do diploma de graduação ou declaração de colação de grau). A carta de intenção é um texto mínimo de 20 linhas descrevendo os motivos de ter escolhido a FAAP e o curso, bem como o interesse nos temas relacionados ao curso;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Recebimento do resultado do processo seletivo por e-mail;
  • Em caso de aprovação, matrícula e pagamento;
  • Entrega dos documentos.

A coordenação do curso, se necessário, poderá realizar entrevistas individuais com alguns ou todos os candidatos.

As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de efetivação da matrícula.

A FAAP reserva-se o direito de alterar datas, horários, ou cancelar o curso.

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.