pgudm
MENU
Imagem da área

Urbanismo e Desenvolvimento Metropolitano

SOBRE

CAMPUS: Ribeirão Preto

APRESENTAÇÃO DO CURSO: O curso em Urbanismo e Desenvolvimento Metropolitano forma os promotores de planejamento urbano com ferramentas de planejamento urbano, ambiental, social e econômico, visando propiciar o desenvolvimento da economia local e regional, bem como em instrumentos de integração metropolitana. Abrange as necessidades do profissional com uma demanda tanto na iniciativa privada junto aos construtores e incorporadores de novas áreas, bem como junto ao poder público para se pensar em instrumentos de gestão municipal e regional, tanto obrigatórios por força de lei, como por boas práticas de ocupação do solo e busca de qualidade de vida a seus ocupantes.

Fornecer especialização aos profissionais no campo da análise e das soluções urbanas para as cidades modernas, visando implementar uma nova forma de gestão do espaço urbano e seu planejamento em áreas metropolitanas, com habilidades nos setores público e privado.

A QUEM SE DESTINA: Arquitetos e Urbanistas, Gestores Públicos, advogados, engenheiros e administradores públicos em geral.

METODOLOGIA: Aulas dialogadas, exercícios, cases e seminários. Como parte de uma opção pelas metodologias ativas, o alunos realizam atividades de aplicação de campo, relacionando o conhecimento obtido com as situações reais.

CARGA HORÁRIA TOTAL: 432 h/aula

PREVISÃO DE INÍCIO: março/2018

HORÁRIO DAS AULAS: Sábados – das 9h00 às 17h30.
Caso seja necessário adequar o calendário, poderão ocorrer atividades em outros dias da semana agendados previamente.

VALOR DO INVESTIMENTO:

À vista R$.18.650,00
18 x R$.1.151,90
24 x R$.892,61

Desconto de 7% na parcela de matrícula para o pagamento feito até dia 31/01/2018.

Descontos não acumulativos. A FAAP se reserva o direito de retirar a promoção sem prévio aviso.

COORDENAÇÃO: Lélis Noronha Schneck e Matheus Delbon (currículo lattes)

PROGRAMA

- História do Urbanismo e a Cidade
Analisar as principais formas de desenvolvimento das cidades, enfatizando a relação com seu ambiente cultural e econômico. Estudar a evidência diária e visível da cidade, sua identificação com o lugar, a imagem e a percepção, e a análise do design visual e do lugar como representação da cultura.

- Desenvolvimento Urbano
Estudar a economia urbana e o impacto no desenvolvimento do mercado imobiliário, com atenção na alocação de terrenos, a teoria da localização, a teoria renda/valor, os fatores que afetam ao crescimento e declínio das cidades, degradações de áreas urbanas e o papel que desempenha a norma pública, a política e o financeiro no controle do desenvolvimento urbano e do mercado imobiliário.

- Indústria da construção de áreas urbanas
Apresentar a organização, relações, práticas, terminologias, tipos de projetos, procedimentos, documentos e contratos, e oportunidades profissionais no processo de construção e urbanização, com atenção especial na organização e utilização de planos e especificações de engenharia e arquitetura na geração de valor e desenvolvimento social.

- Temática Urbana em Políticas Públicas.
Explorar a política urbana que levam aos principais problemas que afetam cidades e áreas metropolitanas. Examinar os meios e consequências da intervenção pública em temas de solo, edificação, e transportes para a gestão de tráfico e desenvolvimento urbano, seu ciclo de vida, expansão e decadência. Considerar os efeitos da globalização econômica, desigualdade de receitas, e descentralização metropolitana.

- Centros Urbanos
Entender o conceito de Região Metropolitana e aglomerados urbanos, funções e vocações, relação entre Municípios e suas políticas públicas. Com a apresentação de experiências inovadoras metropolitanas no Brasil e exterior e como estas relações intermunicipais se desenvolvem e podem ser planejadas.  Estudar os principais aparelhos públicos (como as Unidades de Saúde, hospitais, escolas, creches, praças, centros administrativos, dentre outros) na importância de sua localização frente a demanda regional.

- Determinação de vocação local de desenvolvimento
Entender a realidade fática da localidade e como o urbanismo deve ser pensando em razão das vocações municipais e suas diversas interações com a economia local, terceiro setor presente e demais serviços públicos já instalados. Conhecer as diversas políticas públicas que agem sobre o município e sua relação com o design urbano.

- Implantação de Design Urbano e Cidade Criativa
Estudar a implantação efetiva de designs urbanos considerando a herança do design urbano do passado, as teorias da construção de cidades, e os elementos, padrões e evolução da forma urbana que molda as cidades, Apresentar os métodos de análise morfológica para expressar os valores e objetivos da comunidade no design de sua cidade. Bem como os desafios de implementar conceitos de Economia Criativa em conjunto ao design urbano.

- Elaboração de projetos e captação de recursos públicos
Conhecer as principais ferramentas e fontes de financiamento público e privado para ações urbanísticas, em especial ao financiamento público apresentação da metodologia adotada pelo governo federal e governo estadual de São Paulo para o acompanhamento e liberação dos recursos (emendas parlamentares, programas de desenvolvimento urbano dentre outros.

- City Marketing
Aplicar os princípios de marketing na criação de uma identidade visual e urbanística a cidade traduzindo suas potencialidades e vocações em seu design urbano propiciando um enraizamento da visão municipal proposta.

- Planejamento Estratégico
Estudar o uso dos recursos disponíveis de forma eficiente, aumentando a produtividade e eficiência, abordando a gestão do tempo, a gestão dos riscos e o planejamento financeiro. Abordando desde a elaboração de um projeto para apreciação por outros órgãos, esferas governamentais ou privadas.

- Aplicação dos instrumentos urbanísticos
Conhecer as principais normas regulamentadores aplicáveis em urbanismo, tais como qualidade nos empreendimentos, saneamento, gestão de resíduos, gestão urbana, sistemas de geoprocessamento, dentre outros.

- Direito Urbanístico e Ambiental
Apresentar as principais legislações aplicáveis ao urbanismo como o Estatuto das Cidades, Planos Diretores, legislação de saneamento e resíduos; o funcionamento dos contratos públicos, regras orçamentárias e licitatórias; e das companhias metropolitanas e formas de participação social e integração com o terceiro setor.

DOCENTES

Prof. Ms. Lélis Noronha Schneck (Curriculo Lattes)

Prof. Dr. José Roberto Geraldine Junior – Arqt Urb (convidado) (Curriculo Lattes)

Profa. Dra. Danila Martins de Alencar Battaus – Arqt Urba (convidado) (Curriculo Lattes)

Prof. Dr. João Carlos Correia – Arqt Urb (convidado) (Curriculo Lattes)

Prof. Ms. José Leandro Resende (convidado)
(Curriculo Lattes)


PROCESSO SELETIVO

O processo seletivo é constituído das seguintes etapas:

  • Inscrição on-line no site (dados gerais, currículo acadêmico profissional, carta de intenção do candidato e cópia do diploma de graduação ou declaração de colação de grau). A carta de intenção é um texto mínimo de 20 linhas descrevendo os motivos de ter escolhido a FAAP e o curso, bem como o interesse nos temas relacionados ao curso;
  • Análise dos dados do candidato;
  • Recebimento do resultado do processo seletivo por e-mail;
  • Em caso de aprovação, matrícula e pagamento;
  • Entrega dos documentos.

A coordenação do curso, se necessário, poderá realizar entrevistas individuais com alguns ou todos os candidatos

As vagas são limitadas e serão preenchidas por ordem de efetivação da matrícula.

A FAAP reserva-se o direito de alterar datas, horários, ou cancelar o curso.

Observação: É facultado à FAAP o cancelamento ou o adiamento do curso no prazo de até oito dias antes da data prevista para seu início, hipótese em que será restituído ao candidato o valor pago, no prazo de dez dias úteis a contar da data em que o candidato informar, por escrito, os dados de conta corrente bancária para a restituição. Nos cursos ministrados em mais de um módulo, é facultado também a alteração dos dias e horários de aulas do(s) módulo(s) subsequente(s), caso seja necessária a reorganização de turmas.